COMPARTILHE ESSE CONTEÚDO

Não há como falar sobre os melhores países para conhecer e não colocar o Canadá na lista. O país é bastante conhecido por sua qualidade de vida, e está sempre em destaque nas opções dos intercambistas e visitantes. Mas para desfrutar desse hospitaleiro país, primeiro você precisa emitir o seu visto canadense.

Canadá, um país de tirar o fôlego

O Canadá é um dos destinos mais visitados por brasileiros. Entre os diversos motivos, é ser um país muito diversificado e conhecido pelos moradores educados e receptivos. Além disso, tem paisagens de cair o queixo e adota dois idiomas como línguas principais. Quem não gostaria de um choque de cultura desses não é mesmo?

Ao contrário do que muitos pensam, o país possui uma temperatura abrangente, bem parecida com o sul brasileiro. Não é uma geladeira o tempo todo. Em muitas cidades, como Vancouver, há belas prais que podem ser visitadas tranquilamente. Além de tudo, a comida é altamente influenciada por produtos orgânicos de diferentes culturas, como europeia e asiática.

Mesmo com as variadas influências, o Canadá não nega as origens e faz questão de homenagear sempre os primeiros habitantes dessa terra.

Agora que você já conheceu um pouquinho da região, que tal eu mostrar para você um dos documentos mais importantes que você precisará emitir para embarcar nessa viagem?

O visto é obrigatório?

Quando falamos em viajar para o exterior, automaticamente lembramos do visto. Pois, sabemos que é importante, mas você realmente sabe para que ele serve?

Visto é uma autorização condicional que um país concede a um estrangeiro. É o documento que demonstra a permissão de entrada e/ou permanência na região.

Mesmo que em alguns países o documento não seja obrigatório, o visto canadense ainda é exigido para entrar no território.

Como tirar o visto canadense?

A importância do visto você já conhece, então, sem enrolação, entenda como você pode emitir o visto canadense de maneira clara e rápida.

Antes de começar o passo a passo, tenha em mente que tirar o visto não é um bicho de sete cabeças. Para te tranquilizar, saiba que, além do processo de emissão ser simples, a taxa de rejeição é bem pequena. Menos de 5% dos pedidos são negados.

Visto ETA online

Essa modalidade é bem fácil, caso você tenha tirado o visto canadense nos últimos 10 anos ou possua um americano válido, basta acessar o site do governo canadense, informar os dados e pagar uma taxa de 7 dólares canadenses.

Documentos necessários na primeira vez 

Se é sua primeira tentativa de tirar o visto, você precisará começar separando os documentos necessários. É simples, porém não são poucos. Para facilitar, o governo do Canadá criou um checklist da documentação e também um manual com eventuais dúvidas e com os links dos formulários necessários

Formulários e documentos

Para começar, foque nos formulários necessários que você deverá preencher:

  • formulário de solicitação IMM5257E;

  • formulário de informações familiares (IMM5645 ou IMM5707);

  • duas cópias por requerente do Termo de Consentimento da VFS;

  • questionário de Informações Adicionais;

  • formulário Schedule 1 (IMM5257 – Schedule 1);

  • declaração de União Estável (IMM5409).

Sobre os documentos, você precisará separar:

  • passaporte válido;

  • uma foto atual 3x5;

  • comprovante financeiro;

  • comprovação de laços sociais e econômicos no Brasil;

  • autorização de viagem;

  • comprovante de pagamento das taxas de visto.

Ah, uma dica: depois de preencher os formulários eletrônicos, clique no campo “validar” e imprima o formulário. Assim, será gerado um código de barras que facilita a avaliação do seu pedido e reduz o tempo de emissão do visto.

Biometria

Desde 2018 você precisa solicitar o agendamento para fornecer os dados biométricos ao governo canadense.

Taxas a pagar

No processo de emissão do visto, você precisará pagar algumas taxas:

  • taxa de solicitação de visto (Consulado Canadense): o valor dessa taxa é de 100 dólares canadenses por pessoa. Pode ser pago como depósito na boca do caixa do Banco Santander, pessoalmente com o cartão de débito ou pagamento online pelo site do governo do Canadá;

  • taxa de biometria com o CVAC: o valor também é 85 dólares canadenses, porém não é aceito o pagamento por transferência bancária, caixas eletrônicos, pagamento em cheque ou online. A atenção precisa ser redobrada, pois os valores dos pagamentos efetuados de maneira incorreta não são estornados.

São todos esses detalhes que fazem a diferença para você viajar de forma tranquila. Sabendo que são muitos documentos, a Seda auxilia todos os intercambistas nesta etapa com assessoria exclusiva, acompanhando você de perto para que todos os documentos sejam separados corretamente. Garantimos a você segurança e tranquilidade, até porque, já temos muita prática com isso né?!

Agora você está mais que preparado para sua próxima viagem internacional! Fique sempre por dentro das novidades para realizar seu intercâmbio, assine agora gratuitamente a nossa newsletter!

OUTROS CONTEÚDOS QUE VOCÊ PODE GOSTAR

22/09/2020

Curiosidades

Qual a melhor forma de aprender inglês? Conheça as opções

Para aprender inglês e se tornar fluente na língua, você precisa utilizar métodos que ajudem a desenvolver a sua compreensão. Veja as opções neste post!

SAIBA MAIS

31/08/2020

Dicas de Intercâmbio

Transforme a viagem dos sonhos em realidade com a Seda Intercâmbios!

Conhecer o mundo afora é um sonho que todos deveriam realizar. Confira tudo o que a Seda Intercâmbios pode oferecer a você!

SAIBA MAIS

17/08/2020

Canadá e Vancouver

Próxima parada, Vancouver! Por dentro da incrível cidade canadense

Se você busca um local com alta qualidade de vida, estabilidade na economia e incríveis pontos turísticos, Vancouver é a opção ideal. Saiba mais sobre o que a cidade poder oferecer!

SAIBA MAIS

08/06/2020

Canadá e Eventos

Webinar: Tudo sobre intercâmbio no Canadá

Participe do webinar gratuito e tire todas as suas dúvidas sobre os programas de intercâmbio no Canadá. Saiba como se planejar para dar o primeiro passo!

SAIBA MAIS

nossos
EVENTOS